Mistérios é um romance estranho, caótico, obscuro, cheio de «caminhos que se bifurcam», tantas vezes exasperante.

Chegamos ao fim e sabemos tanto de Nagel como sabíamos ao princípio (mas sabemos muito mais de todos os outros. Nagel age como um revelador naquela pequena comunidade).

Os animais têm faculdades ainda inexplicáveis pela racionalidade. Os gatos, em particular, são seres misteriosos, que desde os tempos mais antigos estão associados a superstições e rituais sagrados. Este gato percebeu (na falta de melhor palavra) que os donos não podiam embarcar no grande navio Vasa. Não se sabe com que sentido o percebeu. Mas conseguiu salvá-los do naufrágio.