A promessa de regressar a este livro foi feita em Outubro de 2007. Dez anos depois (dez anos?!) visitei Berlim. Aqui estou, hoje, a terminar este texto sobre A Sétima Porta. Depois de o ler. Depois de o Ler por aí… – este livro acompanhou-me antes, durante e depois de Berlim. São 650 páginas de Berlim, de Sophie, de Isaac, de Hansi, de Vera… 

Berlim é um lugar de ambiguidades, não só para judeus. Sendo uma cidade muito atraente, tem também recordações terríveis. Em A Sétima Porta, a heroína procura resgatar a sua cidade, recuperar as suas recordações, apesar de tudo aquilo que nela vê acontecer.