Duarte Pacheco foi Ministro das Obras Públicas de Salazar e Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Projectou o Técnico e a Fonte Luminosa, entre outras obras de vulto na cidade de Lisboa e pelo país fora. Morreu na Cova do Lagarto, na estrada entre Montemor-o-Novo e Vendas Novas.