Ler por aí… nos Mares: O Mar, Uma História Cultural

Ler por aí… nos Mares: O Mar, Uma História Cultural

 

Cuidado! Esta página pode conter links para a nossa loja ou de afiliados para lhe enganar a cabeça e fazer comprar coisas de que não precisa. Se se deixar perder, faça-o por aqui, estará a apoiar este projecto e ficamos muito gratos.

Este é um livro sobre o mar e sobre os modos de os seres humanos interagirem entre si por causa do mar, percorrendo através dele os seus caminhos, vivendo no mar ou em redor dele. Trata-se, em suma, de um livro sobre a variedade de modos com que as pessoas habitam o mar. Falamos aqui de um meio feito de água salgada, por oposição à água doce, e que toma por limites terrestres os pontos de ligação entre o mar e a terra, as regiões entre marés, as praias, os promontórios, os estuários e portos contíguos ao mar, distinguindo-se dos lugares e actividades humanas que têm lugar mais para o interior. Poderíamos definir o nosso tema como sendo o próprio mar, bem como os lugares onde os seus sons e odores penetram. O livro tem a ver, assim, e em considerável medida, com um mundo sensorial, pois trata fundamentalmente da experiência dos mares e dos oceanos. Diz respeito, em suma, ao grupo humano que foi algures descrito como o das gentes do mar.”

Assim começa o nosso livro de Novembro – O Mar, Uma História Cultural, de John Mack, editado pela Bookbuilders na sua colecção História. A tradução – notável – é de Sarah Adamopoulos, com a assistência de João Madeira para a terminologia náutica e Pedro Cancela para a geografia.
O autor usa «mar» sempre no singular, mas a leitura desta prodigiosa obra (e estou a ser comedido na adjectivação) leva-nos a olhar para o mar no plural. Com efeito, se bem o mar pareça o mesmo – água salgada – a geografia e o clima condicionam a maneira como os humanos interagem com ele, olham para ele, nele navegam e (mais obviamente) pescam. As costas recortadas e ventos muito variáveis do Mediterrâneo favoreceram a navegação de cabotagem; já os grandes ventos estáveis do Atlântico são mais favoráveis às grandes travessias. Uns povos vêem no mar o perigo, o desconhecido, a morte; outros vêem a oportunidade, a beleza, o sonho. Um mesmo povo pode ter duas visões mais do que diferentes, opostas:

Assim, para os gregos antigos, o mar, tal como foi descrito por Semónides, tinha duas faces. Por um lado, tinha aspectos profanadores e profanados; por outro, tinha propriedades purificadoras.” (Pág. 143)

John Mack recorre a uma vasta bibliografia (quinze páginas…), que inclui autores modernos e clássicos, ficções e estudos científicos. O volume inclui também um índice remissivo bastante completo.
A lista dos seus capítulos ajuda a perceber quão completa e minuciosamente o tema foi abordado: Introdução, Diferentes mares?, Conceitos de mar, Navegação e artes performativas, Dos navios como sociedades, Praias, O mar na terra. Cada um destes capítulos está dividido em cinco ou seis sub-capítulos. Este livro não se dirige apenas a pessoas directamente ligadas ao mar, mas sim a quem se interessa pela humanidade e sua história: o mar desempenhou um papel fundamental nessa história. Nós, portugueses, que ainda somos em grande parte o resultado da nossa interacção com o mar – apesar do relativo desinteresse pelas coisas marítimas das últimas décadas – temos tudo a ganhar com a leitura de O Mar, Uma História Cultural.

Luís Serpa
© Ler por aí… (2021)

Ficou com vontade de ler o livro? Compre n@Loja, em Novembro 17,01€ em vez de 18,90€ O Mar, uma história cultural, de John Mack, Ler por aí... nos mares

 

John Mack

John Mack, foto retirada do website da British Academy em https://www.thebritishacademy.ac.uk/
John Mack, foto retirada do website da British Academy em https://www.thebritishacademy.ac.uk/

John Mack nasceu em Belfast, Irlanda do Norte,  1949. Estudou Antropologia Social e História das Ideias na Universidade de Sussex, e é doutorado em Antropologia pelo Merton College, Universidade de Cambridge.

Foi curador do Museum of Mankind, secção do Museu Britânico que se dedica Etnografia.

Desde 2004, é professor de World Art na Universidade de East Anglia, na Inglaterra, dirigiu a escola de World Art na mesma universidade. Publicou e coordenou jornais académicos na área e é hoje membro da Academia Britânica e do Royal Anthropological Institute, entre outros títulos.

É uma autoridade nos estudos da arte e da cultura africanas, tendo feito trabalho de campo na África Oriental, nomeadamente no Sudão do Sul, Zanzibar, Madagáscar e Quénia.

Além de O Mar, Uma História Cultural (2011), não temos outras obras de John Mack disponíveis em Portugal. Ansiamos pela tradução de Museum of the Mind: Art and Memory in World Cultures (2003) e The Art of Small Things (2007).
#aocuidadodaseditoras

Ficou com vontade de ler o livro? Compre n@Loja, em Novembro 17,01€ em vez de 18,90€ O Mar, uma história cultural, de John Mack, Ler por aí... nos mares

Os Mares

Foto de Luís Serpa - mastros de veleiros
Foto de Luís Serpa – mastros de veleiros

Na antiguidade, os Mares eram sete. Eram. Hoje o Mar é infinito.

Apesar de, como diz John Mack, não haver um registo físico visível da intervenção humana nos Mares, o que não proporciona pontos de interesse como as restantes paisagens, o Mar é o ponto de interesse por si. As possibilidades também são infinitas.

Ficou com vontade de ler o livro? Compre n@Loja, em Novembro 17,01€ em vez de 18,90€ O Mar, uma história cultural, de John Mack, Ler por aí... nos mares

Se preferir o original, em inglês:

The Sea, A Cultural History, by John Mack
Edição inglesa, da Reaktion Books

Outros livros sobre os Mares:

A Campanha do Argus, de Alan Villiers
A Campanha do Argus, de Alan Villiers
Nos Mares do Fim do Mundo, de Bernardo Santareno
Nos Mares do Fim do Mundo, de Bernardo Santareno
Viagem Marítima com Dom Quixote, de Thomas Mann
Viagem Marítima com Dom Quixote, de Thomas Mann

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Mantenha-se a par do que fazemos. Siga-nos: FacebookpinterestrssyoutubeinstagrammailFacebookpinterestrssyoutubeinstagrammailby feather

Adorou esta página? Partilhe com os seus amigos, vão se apaixonar! FacebooktwitterredditpinterestlinkedintumblrmailFacebooktwitterredditpinterestlinkedintumblrmailby feather

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.